Ladainha de Nossa Senhora

Ladainha de Nossa Senhora

Senhor, tende piedade de nós. (Repete-se)
Jesus Cristo, tende piedade de nós. (Repete-se)
Senhor, tende piedade de nós. (Repete-se)

Jesus Cristo, ouvi-nos. (Repete-se)
Jesus Cristo, atendei-nos. (Repete-se)

Pai celeste que sois Deus, tende piedade de nós.
Filho, Redentor do mundo, que sois Deus, tende piedade de nós.
Espírito Santo, que sois Deus, tende piedade de nós.
Santíssima Trindade, que sois um só Deus, tende piedade de nós.

Santa Maria, rogai por nós.
Santa Mãe de Deus, rogai por nós.
Santa Virgem das Virgens, rogai por nós.

Mãe de Jesus Cristo, rogai por nós.
Mãe da divina graça, rogai por nós.
Mãe puríssima, rogai por nós.
Mãe castíssima, rogai por nós.
Mãe imaculada, rogai por nós.
Mãe intacta, rogai por nós.
Mãe amável, rogai por nós.
Mãe admirável, rogai por nós.
Mãe do bom conselho, rogai por nós.
Mãe do Criador, rogai por nós.
Mãe do Salvador, rogai por nós.
Mãe da Igreja, rogai por nós.

Virgem prudentíssima, rogai por nós.
Virgem venerável, rogai por nós.
Virgem louvável, rogai por nós.
Virgem poderosa, rogai por nós.
Virgem clemente, rogai por nós.
Virgem fiel, rogai por nós.

Espelho de justiça, rogai por nós.
Sede de sabedoria, rogai por nós.
Causa da nossa alegria, rogai por nós.
Vaso espiritual, rogai por nós.
Vaso honorífico, rogai por nós.
Vaso insigne de devoção, rogai por nós.
Rosa mística, rogai por nós.
Torre de David, rogai por nós.
Torre de marfim, rogai por nós.
Casa de ouro, rogai por nós.
Arca da aliança, rogai por nós.
Porta do céu, rogai por nós.
Estrela da manhã, rogai por nós.
Saúde dos enfermos, rogai por nós.
Refúgio dos pecadores, rogai por nós.
Consoladora dos aflitos, rogai por nós.
Auxílio dos cristãos, rogai por nós.

Rainha dos anjos, rogai por nós.
Rainha dos patriarcas, rogai por nós.
Rainha dos profetas, rogai por nós.
Rainha dos apóstolos, rogai por nós.
Rainha dos mártires, rogai por nós.
Rainha dos confessores, rogai por nós.
Rainha das virgens, rogai por nós.
Rainha de todos os santos, rogai por nós.
Rainha concebida sem pecado original, rogai por nós.
Rainha elevada ao céu em corpo e alma, rogai por nós.
Rainha do sacratíssimo Rosário, rogai por nós.
Rainha da paz, rogai por nós.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi-nos Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós.

V. Rogai por nós, Santa Mãe de Deus,
R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos.
Senhor Deus, nós Vos suplicamos que concedais aos vossos servos perpétua saúde de alma e de corpo; e que, pela gloriosa intercessão da bem-aventurada sempre Virgem Maria, sejamos livres da presente tristeza e gozemos da eterna alegria. Por Cristo Nosso Senhor.
Amém.

Ladainha Do Preciosíssimo Sangue de Jesus

Ladainha Do Preciosíssimo Sangue de Jesus

Jesus Cristo ouvi-nos.
Jesus Cristo atendei-nos.
Pai Celeste que sois Deus tende piedade de nós.
Filho Redentor do mundo que sois Deus, tende piedade de nós.
Espírito Santo, que sois Deus, tende piedade de nós.
Santíssima Trindade, que sois um só Deus, tende piedade de nós.
Sangue de Cristo, Sangue do Filho Unigênito do Eterno Pai, salvai-nos.
Sangue de Cristo, Sangue do Verbo de Deus encarnado, salvai-nos.
Sangue de Cristo, Sangue do Novo e Eterno Testamento, salvai-nos.
Sangue de Cristo, correndo pela terra na agonia, salvai-nos.
Sangue de Cristo, manando abundante na flagelação, salvai-nos.
Sangue de Cristo, gotejando na coroação de espinhos, salvai-nos.
Sangue de Cristo, derramado na cruz, salvai-nos.
Sangue de Cristo, preço da nossa salvação, salvai-nos.
Sangue de Cristo, sem o qual não pode haver redenção, salvai-nos.
Sangue de Cristo, que apagais a sede das almas e as purificais na Eucaristia, salvai-nos.
Sangue de Cristo, torrente de misericórdia, salvai-nos.
Sangue de Cristo, vencedor dos demônios, salvai-nos.
Sangue de Cristo, fortaleza dos mártires, salvai-nos.
Sangue de Cristo, virtude dos confessores, salvai-nos.
Sangue de Cristo, que suscitais almas virgens, salvai-nos.
Sangue de Cristo, força dos tentados, salvai-nos.
Sangue de Cristo, alívio dos que trabalham, salvai-nos.
Sangue de Cristo, consolação dos que choram, salvai-nos.
Sangue de Cristo, esperança dos penitentes, salvai-nos.
Sangue de Cristo, conforto dos moribundos, salvai-nos.
Sangue de Cristo, paz e doçura dos corações, salvai-nos.
Sangue de Cristo, penhor de eterna vida, salvai-nos.
Sangue de Cristo, que libertais as almas do Purgatório, salvai-nos.
Sangue de Cristo, digno de toda a honra e glória, salvai-nos.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós, Senhor.

V.: Remistes-nos, Senhor, com o Vosso Sangue.
R.: E fizestes de nós, um reino para o nosso Deus.

Oremos: Todo-Poderoso e Eterno Deus, que constituístes o Vosso Unigênito Filho, Redentor do mundo, e quisestes ser aplacado com o seu Sangue, concedei-nos a graça de venerar o preço da nossa salvação e de encontrar, na virtude que Ele contém, defesa contra os males da vida presente, de tal modo que eternamente gozemos dos seus frutos no Céu. Pelo mesmo Cristo, Senhor nosso. Assim seja.

Ladainha do Sagrado Coração de Jesus

Ladainha do Sagrado Coração de Jesus

Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos.
Deus Pai dos céus, tende piedade de nós.
Deus filho, redentor do mundo, tende piedade de nós.
Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.
Santíssima Trindade, que sois um só Deus, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, filho do Pai eterno, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, formado pelo Espírito Santo no seio da Virgem Maria, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, unido substancialmente ao Verbo de Deus, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, de majestade infinita, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, templo santo de Deus, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, tabernáculo do Altíssimo, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, casa de Deus e porta do céu, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, fornalha ardente de caridade, tende piedade de nós.
Coração de Jesus,receptáculo de justiça e de amor, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, cheio de bondade e de amor, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, abismo de todas as virtudes, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, digníssimo de todo o louvor, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, Rei e centro de todos os corações, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, em que se encerram todos os tesouros da sabedoria e ciência, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, onde habita toda a plenitude da divindade, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, em que o Pai pôs toda a sua complacência, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, de cuja plenitude todos nós recebemos, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, o desejado das colinas eternas, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, paciente e de muitas misericórdias, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, riquíssimo para todos que vos invocam, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, fonte de vida e santidade, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, propiciação por nossos pecados, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, saturados de opróbrios,, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, triturado de dor por causa de nossos crimes, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, obediente até à morte, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, transpassado pela lança, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, fonte de toda a consolação, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, nossa vida e ressurreição, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, nossa paz e reconciliação, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, vítima dos pecadores, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, salvação dos que esperam em vós, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, esperança dos que morrem em vós, tende piedade de nós.
Coração de Jesus, delícia de todos os santos,tende piedade de nós.

Cordeiro de Deus, que tirai os pecados do mundo, perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirai os pecados do mundo, ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós.

- Jesus, manso e humilde de coração.
- fazei nosso coração semelhante ao vosso.

Oremos: Deus onipotente e eterno, olhai para o Coração de vosso filho diletíssimo e para os louvores e as satisfações que ele, em nome dos pecadores, vos tributa; e aos que imploram a vossa misericórdia concedei benigno o perdão em nome do vosso mesmo Filho Jesus Cristo, que convosco vive e reina, um só Deus com o Espírito Santo. Amém.

Depois de Ler a Bíblia

DEPOIS DE LER A BÍBLIA

Jesus Mestre, vós dissestes
Que a vida eterna consiste em conhecer
A vós e ao Pai.
Derramai sobre nós a abundância
Do Espírito Santo!
Que ele nos ilumine, guie e fortaleça
No vosso seguimento,
Porque sois o único caminho para o Pai.
Fazei-nos crescer no vosso amor,
Para que sejamos, como o apóstolo Paulo,
Testemunhas vivas do vosso Evangelho.
Com Maria,
Mãe, Mestra e Rainha dos Apóstolos,
Guardaremos vossa Palavra,
Meditando-a em nosso coração.
Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida,
Tende piedade de nós.

Ofertório Eucarístico

Ofertório Eucarístico
Pe. Tiago Alberione

Dirigente:

- Voltemo-nos confiantes a Jesus Cristo, Divino Mestre,
presente na Eucaristia e rezemos:

Todos:

- Escutai-nos, ó Mestre!

- Para que Jesus Cristo seja reconhecido como o Caminho, a Verdade e a Vida.
- Para que vivamos o Evangelho, em toda a sua extensão, altura e profundidade.
- Para que na formação das novas gerações se dê orientação cristã.
- Para que a teologia e a atividade pastoral se inspirem em Cristo, Bom Pastor.
- Para que todos os cristãos incentivem as vocações a serviço do Evangelho.
- Para que os sacerdotes vivam, a exemplo de Cristo, sua pobreza e a atividade apostólica.
- Para que os consagrados e os sacerdotes sejam testemunhas autênticas de Cristo.
- Para que sirvamos à Igreja, numa entrega total.
- Para que a Igreja, fazendo seu o anseio de Cristo, acolha a todos os povos.
- Para que a nossa comunhão com os irmãos e com o papa nos guie à unidade com todos os homens.
- Para que os católicos sejam coerentes em sua vida pública e particular.
- Para que os cristãos orientem sua vida segundo os princípios da justiça evangélica.
- Para que em todos os povos do mundo se realiza a verdadeira democracia, haja trabalho para todos, justiça social e caridade.
- Para que o mundo do trabalho se inspire nos princípios cristãos.
- Para que todos os cristãos realizem sua vocação universal à santidade.
- Para que os meios modernos de comunicação sejam utilizados na evangelização e na unificação de todos os povos.
- Para que a teologia assuma as realidades atuais e o progresso científico.

OREMOS: Ó Deus, todo-poderoso e eterno, que por amor nos enviastes vosso Filho único, como Mestre universal, concedei-nos vivenciar sua doutrina celestial, para que possamos entender melhor as realidades eternas. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

Invocações a Jesus

INVOCAÇÕES A JESUS MESTRE
- Jesus Mestre, santificai minha mente e aumentai minha fé.
- Jesus, Mestre vivo na Igreja, atraí todos à vossa escola.
- Jesus Mestre, libertai-me do erro, dos pensamentos inúteis e das trevas eternas.
- Jesus Mestre, caminho entre o Pai e nós, tudo vos ofereço e de vós tudo espero.
- Jesus, caminho da santidade, tornai-me vosso fiel seguidor.
- Jesus Caminho, tornai-me perfeito como o Pai que está nos céus.
- Jesus Vida, vivei em mim, para que eu viva em vós.
- Jesus vida, não permitais que eu me separe de vós.
- Jesus Vida, fezei-me viver eternamente na alegria do vosso amor.
- Jesus Verdade, que eu seja luz para o mundo.
- Jesus Caminho, que eu seja vossa testemunha autêntica diante dos homens.
- Jesus vida, fazei que minha presença contagie a todos com o vosso amor e a vossa alegria.

Aliança de êxito

“SEGREDO DE ÊXITO” (Pacto ou Aliança)

Jesus, nosso Mestre, aceitai o pacto que vos propomos,
por meio de Maria, Rainha dos Apóstolos, e de nosso Pai, São Paulo.
Vós nos chamastes para realizar vosso plano de salvação:
- alcançar o grau de santidade e de glória eterna, a que nos destinastes,
- e a cumprir com fidelidade a missão de evangelizar os homens através da comunicação social.

Constatamos, porém, nossa condição de fraqueza, ignorância,
incapacidade e insuficiência em tudo:
no espírito e na cultura, na missão e na pobreza.

Vós, pelo contrário sois:
- o Caminho, a Verdade e a Vida,
- a Ressurreição,
- o nosso único e supremo Amor.

Por isso, confiamos somente em vós, que dissestes:
“Tudo o que pedirdes ao Pai, em meu nome, ele vos dará”.
De nossa parte, comprometemo-nos a procurar
- em tudo e de todo o coração,
- na vida e na missão,
- só e sempre,
- a vossa glória e a paz das pessoas.

E contamos que nos dareis
- o vosso mesmo Espírito,
- vosso amor,
- a ciência,
- e os meios necessários
Para cumprir eficazmente nossa missão.

Multiplicai, conforme vosso infinito amor e as exigências
De nossa vocação especial,
- os frutos de nosso trabalho espiritual,
- do nosso estudo,
- do nosso apostolado
-e da nossa pobreza.

Não duvidamos de vós,
mas tememos nossa inconstância e insuficiência.
Dignai-vos, pois, bom Mestre,
Acolher-nos com a mesma ternura
Que tivestes com o apóstolo Paulo, de modo que,
Seguindo fielmente este nosso Pai,
Enquanto peregrinamos por este mundo,
Possamos um dia partilhar de sua glória, no céu. Amém.  

A primeira formulação dessa oração, definida como ‘Pacto ou Segredo de Êxito’, foi proposta pelo bem-aventurado Tiago Alberione no início de 1919. Ela passou por várias adaptações até chegar a esse texto. Foi um ‘Pacto’ em forma de promissória que o Fundador da Família Paulina, junto com o primeiro paulino, o bem-aventurado Timóteo Giaccardo, fez com a Santíssima Trindade para ter o necessário para o desenvolvimento da ‘Obra’ iniciada havia poucos anos. Com essa oração, dizia o padre Alberione, queremos: 1) glorificar a bondade de Deus pela vocação especial; 2) confessar a nossa insuficiência; 3) fazer um pacto com Deus, no qual nos obrigávamos a buscar sempre e somente a sua glória e a paz dos homens.

Jesus Mestre

Jesus Mestre

1. Jesus divino Mestre,
Nós vos adoramos, Verbo feito carne, enviado pelo Pai,
para ensinar aos homens a verdade que dá a vida.
Sois a verdade incriada, o único Mestre.
“Somente vós tendes palavras de vida eterna”.
Nós vos louvamos e agradecemos,
porque nos concedestes a luz da inteligência
e da fé e nos chamastes à luz da glória.
Nós cremos e abrimos nossa inteligência
e todo o nosso ser para aceitar e viver a vossa palavra
e tudo o que nos ensinais por meio da Igreja.
Mostrai-nos, ó Senhor e Mestre, os tesouros da vossa sabedoria.
Fazei que conheçamos o Pai e sejamos vossos discípulos autênticos.
Aumentai nossa fé, para que vos possamos contemplar eternamente no céu.

Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida,
tende piedade de nós.


2. Jesus, divino Mestre,
Nós vos adoramos, Filho muito amado do Pai,
Caminho único para chegarmos a ele.
Nós vos louvamos e agradecemos,
porque sois o exemplo que devemos seguir.
Com a vossa vida nos mostrais a mais alta perfeição,
e nos convidais a seguir-vos nesta terra e no céu.
Com simplicidade, queremos aprender de vós
o modo de ver, julgar e agir.
Queremos ser atraídos por vós, para que,
caminhando nas vossas pegadas,
possamos viver dia a dia a liberdade dos filhos de Deus,
renunciando a nós mesmos, para buscar em tudo a vontade do Pai.
Aumentai nossa esperança, Impulsionando plenamente o nosso ser e o nosso agir.
Ajudai-nos a retratar em nossa vida a vossa imagem,
para que assim vos possamos possuir eternamente no céu.

Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida,
tende piedade de nós.

3. Jesus, divino Mestre, nós vos adoramos,
Filho unigênito de Deus, vindo ao mundo
para dar aos homens a vida em plenitude.
Nós vos louvamos e agradecemos,
porque morrestes na cruz para obter-nos a vida divina
que nos comunicais no batismo,
e alimentais com a Eucaristia e os outros sacramentos.
Vivei em nós, Jesus, pelo vosso Espírito,
para que vos amemos com todo o nosso ser e amemos o próximo
como a nós mesmos, no vosso amor.
Fazei crescer em nós esse amor,
para que um dia, ressuscitados,
partilhemos convosco a alegria do reino dos céus.

Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida,
tende piedade de nós.

4. Jesus, divino Mestre, nós vos adoramos, vivo na Igreja,
vosso Corpo Místico e sacramento universal de salvação.
Nós vos louvamos e agradecemos pelo dom da Igreja,
na qual continuais a ser para nós o Caminho, a Verdade e a Vida.
Nós vos pedimos por todos os que ainda não receberam o Evangelho,
e pelos que não vivem integralmente a fé.
Que todos tomem parte no diálogo de salvação com a Igreja;
e a humanidade inteira realize a unidade
na verdadeira fé, na mesma esperança e na caridade.
Confirmai, cada vez mais, toda a Igreja na santidade.
Assisti o papa e os bispos,
santificai os sacerdotes, os religiosos e todo o povo de Deus!
Senhor Jesus, o vosso desejo é também o nosso:
“Que haja um só rebanho e um só Pastor”,
a fim de podermos encontrar-nos  todos reunidos, na Igreja gloriosa.

Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida,
tende piedade de nós.

5. Jesus, divino Mestre,
Nós vos adoramos com os anjos
Que cantaram os motivos da vossa encarnação:
“Glória a Deus e paz aos homens”.
Nós vos louvamos e agradecemos
porque nos chamastes a participar de vossa missão.
Acendei em nosso coração o fogo que ardia em vós,
para que saibamos doar inteiramente
a vida ao serviço de Deus e dos irmãos.
Dai-nos a plenitude do vosso Espírito.
Vivei em nós, ó Jesus, para que possamos irradiar-vos
com o testemunho de nossa vida, e com o apostolado da oração,
do sofrimento e das comunicações sociais.
Senhor, enviai bons operários para a vossa messe!
Iluminai os que ensinam através da palavra falada e escrita,
e através dos modernos meios de comunicação.
Infundi neles o Espírito Santo.
Preparai as pessoas para acolherem a sua mensagem.
Vinde, Mestre e Senhor!
Ensinai e reinai no mundo inteiro,
por meio de Maria, nossa mãe, mestra e rainha.

Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida,
tende piedade de nós.

Pelos irmãos falecidos

COROAZINHA PELOS IRMÃOS FALECIDOS

1. Senhor, meu Criador e Redentor,
creio que, na vossa infinita justiça, providenciastes um meio de purificação
para aqueles que passam desta vida à eternidade
sem terem alcançado a perfeição necessária,
a fim de vos contemplar face a face no céu.
Creio também que, na vossa misericórdia, aceitais sufrágios,
especialmente o Sacrifício Eucarístico, pela sua libertação.
Aumentai minha fé e dai-me sentimentos de solidariedade
Para com esses meus irmãos falecidos!

Dai-lhes, Senhor, o descanso eterno!
E a luz perpétua os ilumine!
Descansem em paz!
Amém!

2. Senhor Jesus Cristo,
Rei da eterna glória,
Pela intercessão de Maria e dos santos,
Acolhei no vosso Reino os que morreram.
São Miguel, conduzi-nos todos à luz santa,
Prometida a Abraão e à sua posteridade.
Senhor, ofereço-vos sacrifícios e preces de louvor.
Aceitai-os todos na luz e glória eterna.

Dai-lhes, Senhor, o descanso eterno!
E a luz perpétua os ilumine!
Descansem em paz!
Amém!

3. Senhor Jesus, Mestre bondoso,
Acolhei na vossa paz os que morreram,
especialmente aqueles a quem estamos ligados
pela gratidão, justiça e caridade:
os parentes, amigos, benfeitores e os irmãos de congregação.
Peço-vos pelas pessoas que nesta terra
Assumiram maiores responsabilidades:
os sacerdotes os que governam as nações,
as autoridades religiosas e as pessoas consagradas ao vosso serviço.
Peço-vos ainda pelos que perderam a vida em acidentes;
Pelos suicidas e pelas vítimas da violência, do ódio, da guerra e da fome.
Peço-vos também pelos que morreram no abandono e são esquecidos;
e também por aqueles que vos dedicaram um grande amor!

Dai-lhes, Senhor, o descanso eterno!
E a luz perpétua os ilumine!
Descansem em paz!
Amém!


4. Agradeço-vos, Jesus Mestre,
Por haverdes libertado o homem de seus males,
Através do vosso Evangelho,
Vida, morte e ressurreição!
Peço-vos que perdoeis àqueles que não souberam usar bem
Dos meios de comunicação social,
Para a vossa maior glória.
Sede misericordioso com eles e acolhei-os no vosso Reino!
Possam eles interceder pelo mundo,
A fim de que os bens que nos concedestes
Para a elevação da vida presente,
nos conduzam à vida eterna.

Dai-lhes, Senhor, o descanso eterno!
E a luz perpétua os ilumine!
Descansem em paz!
Amém!

5. Jesus misericordioso
Pela vossa dolorosa paixão e pelo amor que me tendes,
Perdoai todos os meus pecados!
Concedei-me espírito de conversão contínua,
Delicadeza de consciência e boas disposições
para receber as indulgências!
Proponho-me acompanhar com a oração,
sempre que possível, os que passam desta vida à eternidade.
E vós, bondade infinita, concedei-me crescer
sempre mais na caridade, a fim de que, atingindo a plenitude,
Possa um dia contemplar-vos face a face, para sempre, no céu!
Amém!  

Dai-lhes, Senhor, o descanso eterno!
E a luz perpétua os ilumine!
Descansem em paz!
Amém!

Prólogo de São João

PRÓLOGO DE SÃO JOÃO

No princípio era o verbo

e o verbo estava com Deus

e o Verbo era Deus.

No princípio, ele estava com Deus.

Tudo foi feito por meio dele

E sem ele nada foi feito.

O que foi feito nele era a vida,

E a vida era a luz dos homens;

E a luz brilha nas trevas,

Mas as trevas não a apreenderam.

Houve um homem enviado por Deus.

Seu nome era João.

Este veio como testemunha,

para dar testemunho da luz,

a fim de que todos cressem por meio dele.

Ele não era a luz,

Mas veio para dar testemunho da luz.

O Verbo era a luz verdadeira

Que ilumina todo homem;

ele vinha ao mundo

e o mundo foi feito por meio dele,

Mas o mundo não o reconheceu.

Veio para o que era seu

e os seus não o receberam

deu o poder de se tornarem filhos de Deus,

ele, que não foi gerado nem do sangue,

nem de uma vontade da carne,

nem de uma vontade do homem,

mas de Deus.

E o Verbo se fez carne,

e habitou entre nós;

e nós vimos a sua glória,

glória que ele tem junto ao Pai como Filho único,

cheio de graça e de verdade.

João dá testemunho dele e clama:

“Este é aquele de quem eu disse:

O que vem depois de mim

passou adiante de mim,

porque existia antes de mim”.

Pois de sua plenitude

todos nós recebemos

graça por graça.

Porque a lei foi dada

por meio de Moisés;

a graça e a verdade

vieram por Jesus Cristo.

Ninguém jamais viu a Deus:

o Filho único,

que está voltado para o seio do Pai,

este o deu a conhecer.

Antes de ler a Bíblia

ORAÇÃO ANTES DE LER A BÍBLIA
Jesus Mestre, que dissestes:
“Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome,
eu aí estarei no meio deles”,

Ficai conosco, aqui reunidos para melhor meditar e comungar com a vossa Palavra.
Sois o Mestre e a Verdade:

Iluminai-nos, para que melhor compreendamos as Sagradas Escrituras.
Sois o Guia e o Caminho:
Fazei-nos dóceis
Ao vosso seguimento.
Sois a Vida:
Transformai nosso coração em terra boa,
Onde a Palavra de Deus produza frutos abundantes
de santidade e de apostolado.

Benção de Casa

CELEBRANDO A BÊNÇÃO DE UMA CASA

Marcelo Guimarães
Penha Carpanedo

O livro dos Atos dos Apóstolos bem mostra como a casa tinha um significado particular na vida das primeiras comunidades: em At 2,46 e At 5,42, os discípulos freqüentam, junto com o templo, as casas, onde partilham as refeições e anunciam o evangelho. Para os primeiros cristãos, a casa é o local mais importante do culto, e em pouco tempo, ela se torna o único lugar de reunião dos cristãos. As cartas de São Paulo seguem esta direção, ao mostrar que a Igreja é uma comunidade de cristãos que se reúne numa casa, seja a de Prisca e Áquila (Rom 16, 5; 1Cor 16,19), a de Ninfas (Cl 4,15) ou a de Filêmon (Fm 2). Pela descrição paulina, a Igreja é uma igreja doméstica (domestica ecclesia)!

Mesmo depois que as comunidades crescem e passam a se reunir numa casa própria - a casa da comunidade (domus ecclesiae) -, a casa permanece como referência fundamental. E, mesmo mais tarde, quando as basílicas e as catedrais passam a dominar  o imaginário cristão, ainda que impropriamente[1], estas construções passam a ser referenciadas como a casa de Deus, mostrando a força do paradigma doméstico.

Na tradição patrística, percebe-se um esforço dos pais da Igreja em preservar esta concepção. Assim, São João Crisóstomo (+ 407) ao comentar o livro do Gênesis, exorta a comunidade a fazer de sua casa uma igreja, sendo aplaudido entusiasticamente (In Gen, Hom. 2,4). Ele estimula seus ouvintes a fazer das casas um céu, porque "onde o marido, a mulher e os filhos vivem na concórdia, na afeição e estão ligados pelos laços da virtude, aí reside o Cristo" (Hom 7,5). Ao comentar a carta as efésios, ele cunha a expressão que depois se torna clássica, - ecclesíola -, ao dizer que "a casa é com efeito uma pequena Igreja" (In epist. ad eph., Hom 20,6).

Talvez uma das perdas mais significativas na liturgia católica - junto com a consciência do sacerdócio comum - tenha sido, nos últimos séculos, o papel da liturgia doméstica na santificação dos fiéis. Enquanto o judaísmo ainda conserva a ceia familiar no sábado e a ceia pascal, ao menos no panorama geral do catolicismo, a referência litúrgica principal é o culto comunitário, muito centrado no sacerdócio ministerial. Provavelmente uma valorização do sacerdócio comum, tal como proposta há 40 anos pela Sacrossanctum Concilium, passasse pelo resgate da casa como Igreja.

Neste contexto, a bênção de uma casa assume o significado de bênção de uma igreja, isto é, de uma célula básica da vida evangélica, onde se testemunham todas suas dimensões como o anúncio da Palavra, a celebração da vida, o serviço da solidariedade. A casa, nesta perspectiva, além de ícone da Igreja - a Igreja é uma casa e a casa é uma Igreja -, também aponta para a imagem de uma nova humanidade.

No rito proposto a seguir para a bênção de uma casa, a escolha do esquema do Ofício Divino das Comunidades não se fez por acaso, uma vez que esta proposta de oração apresenta-se como um referencial importante também para a liturgia doméstica. Também foram tomados alguns elementos da bênção de uma Igreja - como a iluminação ou a entrega da Palavra -, para realçar que a casa onde habitam cristãos é uma pequena Igreja. Assim, sugere-se que se abençôe, junto com as pessoas que habitam na casa - os sacerdotes do culto divino doméstico -, um lugar especial referencial para a oração - uma pequena mesa, com um ícone, a Sagrada Escritura, velas, etc. A bênção e partilha de alimentos dá uma dimensão eucarística a rito, enquanto a bênção da família e a aspersão de água benta sobre todos e tudo coroa a celebração.

Pode-se usar o rito abaixo em diversas ocasiões: quando se muda para um local novo de residência, quando um acontecimento faz a família assumir com renovado vigor a vida evangélica, ou mesmo anualmente, como forma de animação da vida eclesial familiar.





ROTEIRO



Abertura

- Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar!

Vem, não demores mais, vem nos libertar!

- Ó que coisa boa nesta casa estar,

Bem que valeu a pena tanto se lutar.

- Desça a tua bênção sobre esta casa

Derrama o teu amor, a tua força e graça.

- Hoje nesta casa chegue a salvação,

Sejam sempre acolhidos toda irmã e irmão.

- Glória ao Pai, e ao Filho e ao Santo Espírito.

Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito!

- Aleluia, irmãs, aleluia, irmãos!

Povo de sacerdotes, a Deus louvação.



Recordação da vida

A paz esteja nesta casa!

Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
(Pode-se lembrar os momentos significativos da vida dos habitantes da casa ou da luta para obter a nova residência...)



Acendimento da vela

(A mãe pode, neste momento, acender uma ou mais velas. Levantando uma delas - ou entregando-a para  ministro -, pode assim proclamar:)

A luz de Cristo brilhe sempre nesta casa

e nos conduza nos caminhos do Evangelho!



Hino

Deus vos salve Deus!

Deus vos salve Deus!

Deus salve esta casa

onde mora Deus!



Deus vos salve, Deus!

Deus vos salve, Deus!

Deus salve as pessoas

onde mora Deus!



Deus vos salve, Deus!

Deus vos salve, Deus!

Deus salve o universo

onde mora Deus!



(Ou: Ó gente que casa é esta, ODC, p. 410; Deus te salve, casa santa, ODC, p. 393).



Oração

(O ministro convida a todos a rezar por um instante em silêncio. Depois, pronuncia a seguinte oração:)



Ó Deus, nosso guia e salvador,

em Jesus quiseste erguer tua morada no meio do teu povo,

olha para teus filhos e filhas aqui reunidos.

Atende suas preces e pedidos

e derrama, generoso, o teu santo Espírito.

Consagra esta casa como uma pequena Igreja:

nela, tua Palavra seja acolhida e praticada,

teu nome seja invocado e santificado,

teus pobres sejam recebidos

e o Evangelho de Jesus seja seu fundamento.

Por Ele, nós te pedimos, na unidade do Espírito Santo!



Salmodia

Salmo 84(83)  

Com o cântico dos peregrinos antigos a Jerusalém, cantemos nosso desejo de habitar com o Senhor, na certeza de sermos apoiados por ele.



O passarinho encontrou

agasalho pra seus pequeninos,

o teu altar, ó Senhor,

é abrigo pros teus peregrinos!



1. Como é boa a tua casa,

como é bom morar contigo,

por ti suspira a minh'alma,

meu coração, ó Deus vivo!



Encontrou a andorinha        

ninho para os seus filhotes,

o teu altar, tua casa,

eu encontrei, ó Deus forte!



Bem felizes os que moram

no limiar de tua casa,

os que em ti se apoiam

celebrarão tua graça!



2. Bem feliz quem acha em ti

força para caminhar,

passando por terra seca

em fontes vai transformar.  



Tuas bênçãos vão chover,

tudo vai virar jardim...

Passando sempre mais fortes

em Sião vão ver Deus enfim!



Senhor Deus onipotente,

ouve a prece do teu Cristo,

repara, ó Deus, nossa força,

pra face do teu ungido!



3. Pois um dia em tua casa

vale mais que mil lá fora,    

a conviver com perversos

prefiro estar à tua porta!      



O Senhor é sol e escudo,

graça, glória e alegria,

aos seus nenhum bem sonega,

Feliz quem nele confia!



Glória ao Deus que nos acolhe,

glória ao Cristo salvador,    

e glória ao Santo Espírito

do povos terno louvor!



Salmo 127(126)

Com este antigo canto da sabedoria popular, entreguemos ao Senhor todas as nossas preocupações cotidianas, pedindo que Ele seja o único fundamento da vida dos habitantes desta casa.



1. Se o Senhor não constrói a morada

construtores trabalham em vão,

se o Senhor não guardar a cidade

seus vigias em vão guardarão.



2. Acordar muito cedo é inútil,

ou à noite seu sono atrasar

Pra ganhar o pão duro e sofrido

todo dia vivendo a lutar.



3. O Senhor reservou aos amigos

todo bem necessário à vida.

Mesmo à noite enquanto descansam

não lhes falta nem pão, nem guarida.



4. Um presente de Deus, uma herança,

é o fruto que a mãe traz no ventre

como flechas nas mãos de um guerreiro

é o filho uma força pra gente.



5. É feliz quem assim se reforça

qual guerreiro se arma de flecha.

Por ninguém ele vai ser vencido

na cidade e nas lutas da terra.



6. A Deus Pai seja todo louvor.

E a seu Filho, Jesus, Salvador,

e ao Espírito Santo também,

na seqüência dos tempos. Amém!.



Salmo 128(127)

Com esta bênção sacerdotal dada às famílias, invoquemos a força do Senhor sobre todo o povo de Deus: que venha sobre nós a sua luz, sua alegria, sua paz!



Felizes os que respeitam

a Deus em seu coração.



1. Por seus caminhos trilhando,

felizes sempre serão!



2. São como vinha fecunda,

felizes sempre serão!



3. Seus filhos, verde touceira!

Felizes sempre serão!



4. Por Deus serão abençoados!

Felizes sempre serão!



5. De Sião Deus os abençoe!

Felizes sempre serão!



6. Verão o bem da cidade!

Felizes sempre serão!



7. Verão seus filhos e netos!

Felizes sempre serão!



8. Seu povo a viver em paz!

Felizes sempre serão!



9. Co'o Pai, o Filho e o Divino

Felizes sempre serão!



Proclamação do Evangelho

(Um membro da casa entrega o livro das Sagradas Escrituras para quem vai proclamá-lo. Este o toma e diz:)

A Palavra de Deus ressoe sempre nesta casa:

revele o mistério de Cristo

e guie no caminho da salvação!



(Canta-se um aleluia e segue-se a proclamação do evangelho.)



Mt 7, 24-25:  "A casa construída sobre a rocha".

Todo aquele, portanto, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática, será como um homem prudente, que construiu sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva e vieram as enchentes, sopraram os ventos e deram contra a casa, mas ela não desabou. Estava fundada na rocha.



Ou:



Lc 19, 1-10: "Hoje a salvação entrou nesta casa".



Lc 24, 28-32: "Permanece conosco, Senhor!".



Lc 10, 5-9: "A paz esteja nesta casa".



Lc 10, 38-42: "Marta e Maria recebem Jesus".



Partilha da Palavra



Responso

Ó Senhor eu não sou digno(a)

De que entres em minha casa

Mas ordena com tua Palavra

E teu servo será curado. __

(melodia: Cristo padeceu...)



Ou:

O Senhor é minha luz e salvação,

O Senhor é minha luz e salvação!



1. Só uma coisa peço ao Senhor

Sempre pedirei

É morar na casa do Senhor por toda a vida

Todos os meus dias.



2. Vou oferecer um sacrifício

Sobre o seu altar

Com louvor e canto eu irei ao Senhor,

Para o bendizer.



3. O Senhor protege a minha vida

A quem temerei?

Se todo um exército virá contra mim,

eu não temerei.



Preces

Façamos nossas preces ao Cristo, Filho de Deus, que nasceu de Maria e habitou entre nós:

(Todos rezam em silêncio por um instante.)



Senhor, tende piedade de nós! Senhor, tende piedade de nós!

Ó Cristo, tende piedade de nós! Ó Cristo, tende piedade de nós!

Senhor, tende piedade de nós! Senhor, tende piedade de nós!



Santa Maria, mãe de Deus – rogai por nós!

São Miguel

Santos Anjos de Deus

São João Batista

São José

São Pedro e São Paulo

(Invocam-se os santos padroeiros e de devoção)

Todos os Santos e Santas de Deus



Ó Senhor, sede nossa salvação – ouvi-nos, Senhor!

Pela vossa encarnação

Pela vossa morte e ressurreição

Pela vinda do Espírito Santo

Libertai-nos do pecado e da opressão

Acolhei o clamor dos oprimidos

Ensinai-nos a vivermos na partilha

Que haja terra para todos os sem terra

Que haja casa para todos os sem casa

Que haja pão para todos os sem pão

Que haja paz para todas as nações

Renovai toda a Igreja no Evangelho

Congregai as Igrejas para o Reino

Para que nos confirmeis em nossa vocação



Jesus Cristo, ouvi-nos!

Jesus Cristo, atendei-nos!



Bênção dos alimentos

Nós te damos graças, ó Deus da Vida,

porque nos escolhestes desde a criação do mundo

para sermos santos diante de tua face.

Tu nos acolhes na comunhão do teu amor,

fortalece-nos com a Palavra do Evangelho

e guias nossos passos no caminho da paz!



Glória a ti, Senhor, graças e louvor!



Como Jesus que, muitas vezes,

reuniu-se com os seus para comer e beber juntos,

revelando que o teu reino havia chegado,

nós também nos alegramos na partilha destes alimentos.

Derrama sobre eles e sobre nós o teu Espírito,

e recebe o louvor de todo o universo

e de todas as pessoas que te buscam.



Glória a ti, Senhor, graças e louvor!



Toda a nossa louvação chegue a ti

em nome de Jesus, por quem oramos

com as palavras que ele nos ensinou:



Pai nosso...



Partilha dos alimentos

(Os membros da casa partilham um alimento (bolo, pão...) como sinal de comunhão.)



Bênção

(O ministro estende as mãos sobre as pessoas da casa:)

Abençoa, Senhor, todas as pessoas que irão morar nesta casa:

nunca lhes falte o pão na mesa

e a paz e a alegria da tua presença.

Sê refúgio para os que aqui moram.

Acompanha quem sai e sê hóspede com quem entra.

Caminha conosco, Senhor Jesus, até o dia em que nos conduzirás a casa do Pai.

Amém.



(O ministro reza sobre a água:)

Abençoa, Senhor, esta água,

com a força do teu Espírito:

lembre-nos o batismo

e o Cristo que nos salvou

com sua morte e ressurreição.

Esta casa, aspergida por ela,

se torne lugar de alegria e comunhão,

agora e sempre.

Amém.



(Asperge-se água benta sobre a casa e as pessoas, enquanto se canta:

A nós descei, divina luz! (bis)        

Em nossas almas acendei  

O amor, o amor de Jesus! (bis)



1. Vinde, santo Espírito, e do céu mandai  

Luminoso raio, luminoso raio!        



Vinde, pai dos pobres, doador dos dons,    

Luz dos corações, luz dos corações!



Grande defensor, em nós habitai,    

E nos confortai, e nos confortai!    



Na fadiga pouso, no ardor brandura,

E na dor ternura, e na dor ternura!



2. Ó luz venturosa, divinais clarões,

Encham os corações, encham os corações!  



Sem um tal poder, em qualquer vivente

Nada há de inocente, nada há de inocente!



Lavai o impuro e regai o seco,        

Sarai o enfermo, sarai o enfermo!    



Dobrai a dureza, aquecei o frio,      

Livrai do desvio, livrai do desvio!



3. Aos fiéis, que oram com vibrantes sons,

Dai os sete dons, dai os sete dons!  



Dai virtude e prêmio e no fim dos dias      

Eterna alegria, eterna alegria!



Aleluia! Aleluia! Aleluia! (bis)        

Aleluia! Aleluia! Aleluia! (bis)



Despedida

A paz de Cristo reine em nossos corações,

a palavra de Cristo habite constantemente em nós,

para que tudo que fizermos em palavras e obras,

façamos em nome do Senhor!

Amém!



[1] Ainda que impropriamente, porque se a assembléia cristã, como corpo de Cristo é a casa de Deus, a construção da igreja é a casa da casa de Deus.

Oferecimento das obras do dia

Ofereço-Vos, ó meu Deus, em união com o santíssimo Coração de Jesus e por meio do Coração Imaculado de Maria, as minhas orações, obras e sofrimentos deste dia, em reparação de todas as ofensas e por todas as intenções pelas quais o mesmo divino Coração está continuamente intercedendo e sacrificando-se em nossos altares.

Eu vo-los ofereço, dum modo particular, pelas intenções recomendadas aos associados do Apostolado da Oração para este mês e para este dia.

Alma de Cristo

Alma de Cristo, santificai-me. / Corpo de Cristo, salvai-me. / Sangue de Cristo, inebriai-me. / Água do lado de Cristo, lavai-me. / Paixão de Cristo, confortai-me. / Ó bom Jesus, ouvi-me. / Dentro das Vossas Chagas, escondei-me. / Não permitais que de Vós me separe. / Do espírito maligno, defendei-me. / Na hora da minha morte, chamai-me. / E mandai-me ir para Vós, / para que Vos louve com os Vossos Santos, / por todos os séculos. Amen.

Vinde, ó Santo Espírito

Vinde, ó Santo Espírito, / vinde, amor ardente, / acendei na terra / vossa luz fulgente. / Vinde, pai dos pobres: / na dor e aflições, / vinde encher de gozo / nossos corações. / Benfeitor supremo / em todo o momento, / habitando em nós / sois o nosso alento. / Descanso na luta / e na paz encanto, /   no calor sois brisa, / conforto no pranto. / Luz de santidade, / que no céu ardeis, / abrasai as almas / dos vossos fiéis. / Sem a vossa força / e favor clemente, / nada há no homem / que seja inocente. / Lavai nossas manchas, / a aridez regai, / sarai os enfermos e a todos salvai. / Abrandai durezas / para os caminhantes, / animai os tristes, / guiai os errantes. / Vossos sete dons/ concedei à alma / do que em vós confia: / virtude na vida, / amparo na morte, / no céu alegria. Amen.

Oração da Noite

Meu Pai, agora que as vozes silenciaram e os clamores se apagaram, aqui do pé da cama minha alma se eleva a Ti, para dizer: “Creio em Ti, espero em Ti, e amo-Te com todas as minhas forças, glória a Ti, Senhor!”.

Deposito nas tuas mãos a fadiga e a luta, as alegrias e desencantos deste dia que ficou para trás. Se os nervos me traíram, se os impulsos egoístas me dominaram se dei lugar ao rancor ou à tristeza, perdão, Senhor! Tem piedade de mim. Se fui infiel, se pronunciei palavras em vão, se me deixei levar pela impaciência, se fui um espinho para alguém, perdão Senhor! Nesta noite não quero entregar-me ao sono sem sentir na minha alma a segurança da tua misericórdia, a tua doce misericórdia inteiramente gratuita.

Senhor! Eu Te agradeço, meu Pai, porque foste a sombra fresca que me cobriu durante todo este dia. Eu Te agradeço porque, invisível, carinhoso e envolvente, cuidaste de mim como uma mãe, em todas essas horas. Senhor! Ao redor de mim tudo já é silêncio e calma. Envia o anjo da paz a esta casa. Relaxa meus nervos, sossega o meu espírito, solta as minhas tensões, inunda meu ser de silêncio e de serenidade. Vela por mim, Pai querido, enquanto eu me entrego confiante ao sono, como uma criança que dorme feliz em teus braços. Em teu Nome, Senhor, descansarei tranquilo. Assim seja! Amen.

Oração da Manhã

Senhor, no início deste dia, venho pedir-Te saúde, força, paz e sabedoria. Quero olhar hoje o mundo com olhos cheios de amor, ser paciente, compreensivo, manso e prudente; ver, além das aparências, teus filhos como Tu mesmo os vês, e assim não ver senão o bem em cada um. Fecha os meus ouvidos a toda a calúnia. Guarda a minha língua de toda a maldade. Que só de bênçãos se encha o meu espírito. Que eu seja tão bondoso e alegre, que todos quantos se aproximarem de mim, sintam a tua presença. Senhor, reveste-me da tua beleza, e que, no decurso deste dia, eu Te revele a todos. Amen.

Oração pela Família

Ó Deus, de quem procede toda a paternidade no céu e na terra. Tu, Pai, que és Amor e Vida, faz com que nesta terra por Teu Filho, Jesus Cristo, «nascido de mulher» e pelo o Espírito Santo, fonte de caridade divina, cada família humana se torne um verdadeiro santuário de vida e de amor para as gerações que se renovam sem cessar. Que a tua graça oriente os pensamentos e as acções dos esposos para o grande bem das suas famílias e de todas as famílias do mundo. Que as jovens gerações encontrem na família um apoio inquebrantável que as torne sempre mais humanas e as faça crescer na verdade e no amor. Que o amor, fortalecido pela graça do sacramento do Matrimónio, seja mais forte do que todas as fraquezas e do que todas as crises conhecidas às vezes pelas nossas famílias. Enfim, pedimos-te por intercessão da Sagrada Família de Nazaré, que em todas as nações da Terra, a Igreja possa cumprir com fruto a sua missão na família e pela família. Tu, que és a Vida, a Verdade e o Amor, na unidade do Filho e do Espírito Santo. Amen (São João Paulo II).

Oração do Trabalhador

Ó Deus, eis-me aqui para iniciar uma nova jornada de trabalho e exercer a minha profissão com dignidade e amor. Ofereço-te o meu suor, as minhas lutas, alegrias e dores.  Agradeço-te pelo emprego que tenho e pelo pão de cada dia. Peço-te, em especial, pelos desempregados. Faz com que superem com fé e esperança essa dificuldade, para poderem sustentar as suas famílias. Senhor Jesus, operário de Nazaré, inspira-me a ser um bom profissional e amigo de todos. Dá-me saúde para trabalhar todos os dias e protege-me dos acidentes. Concede-me a mim e aos meus companheiros de trabalho uma jornada feliz. Tu, que és o Mestre de todas as profissões, derrama a tua bênção sobre todos os trabalhadores. Que assim seja. Amen.

Oração do Estudante

Criador inefável,Tu que és a fonte verdadeira da luz e da ciência, derrama sobre as trevas da minha inteligência um raio da tua claridade. Dá-me inteligência para compreender, memória para reter, facilidade para aprender, subtileza para interpretar, e graça abundante para falar. Meu Deus, semeia em mim a semente da tua bondade. Faz-me pobre sem ser miserável, humilde sem fingimento, alegre sem superficialidade, sincero sem hipocrisia; que faça o bem sem presunção, que corrija o próximo sem arrogância, que admita a sua correcção sem soberba, que a minha palavra e a minha vida sejam coerentes. Concede-me, Verdade das verdades, inteligência para conhecer-te, diligência para te procurar, sabedoria para te encontrar, uma boa conduta para te agradar, confiança para esperar em ti, constância para fazer a tua vontade. Orienta, meu Deus, a minha vida, concede-me saber o que tu me pedes e ajuda-me a realizá-lo para o meu próprio bem e de todos os meus irmãos. Amen (São Tomás de Aquino).